Imprensa

  • O poder de ser você

    A TeG conversou com Slivnik para conhecer um pouco mais sobre o livro e o que significa, de fato, ser feliz e agir com autenticidade em qualquer lugar.

  • Alexandre Slivnik: a magia da Disney como diferencial Fonte: Alexandre Slivnik: a magia da Disney como diferencial | Portal Carreira & Sucesso

    Alexandre Slivnik iniciou carreira na ABTD – Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento, onde tomou paixão pelo universo de treinamento e desenvolvimento. Fonte: Alexandre Slivnik: a magia da Disney como diferencial | Portal Carreira & Sucesso

  • Como aplicar os segredos da Disney em nossa realidade nos negócios é tema de palestra no Ciesp

    Evento realizado pelo NJE contou com a presença do especialista em excelência Disney, Alexandre Slivnik

  • Trabalhos temporários podem se tornar efetivos

    Muitas das vagas temporárias serão preenchidas por pessoas que querem aumentar o orçamento para o Natal e o Ano Novo. Para os que estão buscando se realocar no mercado de trabalho, é também a chance de mostrar trabalho e ser efetivado na vaga que era para ser temporária.

  • Em meio a dificuldades burocráticas, nutrir a criatividade, questionar o sistema, buscar ser exemplo e arriscar-se são práticas indispensáveis para o sucesso de um gestor público

    Muitas das vagas temporárias serão preenchidas por pessoas que querem aumentar o orçamento para o Natal e o Ano Novo. Para os que estão buscando se realocar no mercado de trabalho, é também a chance de mostrar trabalho e ser efetivado na vaga que era para ser temporária.

  • Titulo: Namoro no Trabalho. Os dois lados da moeda

    Descrição:Algumas empresas ainda proíbem relacionamento entre seus colaboradores. Outras até incentivam. O que tem por trás dessas decisões das empresas? Afinal, é possível ter uma ideia para o trabalho depois de pegar altas ondas no mar. Ou encontrar uma oportunidade de negócios na festa de aniversário do coleguinha do seu filho. Quando não impedimos que coisas pessoais apareçam no trabalho e coisas do trabalho apareçam na vida pessoal, tudo fica mais fluido, mais fácil e conivente com um único propósito: a realização. Afinal, a vida é uma só! É impossível sermos duas pessoas diferentes! Não precisamos mais dizer que pessoas apaixonadas produzem mais. Não importa qual seja a paixão, mas pessoas que têm brilho nos olhos e estão de bem com a vida, sempre trazem mais resultados para as empresas. Mas se o clima corporativo só gera pressão, isso acabará refletindo na vida pessoal. Fica difícil virar esse jogo a favor da felicidade, se a empresa não ajuda. Estresse puxa estresse. Bem-estar puxa bem-estar. Tente se lembrar da primeira paixão da sua vida! Todos nós já estivemos (ou estamos) apaixonados por alguém! Talvez tenha sido na escola ou alguém que morava perto da sua casa. Você será capaz de lembrar a roupa da pessoa, do cheiro, da voz e de muitos outros detalhes que fizeram você se apaixonar por ela. Estar apaixonado tem relação direta de como você leva as coisas no seu dia a dia! É aquela velha máxima de ver o copo meio cheio ou meio vazio. Pessoas apaixonadas veem o copo meio cheio! Enxergam o problema como algo simples de ser resolvido, pois na vida dessa pessoa apaixonada, tudo é maravilhoso e nada é capaz de quebrar esse encanto! Quando algo de ruim acontece no seu dia a dia durante o seu trabalho como, por exemplo, seu computador trava e você fica horas esperando que se resolva. Se você não está apaixonado, você geralmente vai ficar muito bravo e com uma carga de energia negativa que pode prejudicar sua produtividade quando esse problema for resolvido. Quando isso acontece e você está envolvido emocionalmente com alguém, você vai atrás de resolver o problema com muito mais vontade e boa energia, o que será capaz de envolver as pessoas que estarão a sua volta! Se você é um gestor de equipes, permita que sua equipe esteja apaixonada! E se for por alguém também da sua equipe, agradeça! Afinal, duas pessoas apaixonadas serão muito melhores para o ambiente de trabalho do que duas pessoas que se odeiam! Se você demonstrar preocupação com o bem-estar de seus colaboradores, ganhará a sua confiança e gratidão, e consequentemente, um profissional completo, capaz de dedicar ainda mais para alcançar uma meta. Manter um funcionário feliz é a tendência para as corporações que querem crescer Separei 4 dicas para que o namoro entre duas pessoas da mesma empresa seja benéfico para todos: 1) Não há, na legislação brasileira, uma proibição. No entanto, normas internas podem conter proibição de relacionamento amoroso entre seus funcionários. É preciso estar atento a isto. 2) Deixe os beijos ou carinhos de lado quando estiver no trabalho, afinal, o comportamento profissional deve prevalecer. Se o romance acontecer entre o chefe e o subordinado, a atenção deve ser ainda maior. 3) Não comente detalhes do relacionamento na empresa. Pode gerar fofoca e problemas desnecessários. 4) Jamais chame o seu namorado, ou namorada, por nomes ou apelidos carinhosos durante o expediente. No mais, aproveite ao máximo essa fase deliciosa. Pois como diz o filósofo e escritor brasileiro Mario Sergio Cortella, “a vida é curta demais para ser pequena”! Por Alexandre Slivnik

  • Titulo: Namoro no Trabalho. Os dois lados da moeda

    Descrição:Algumas empresas ainda proíbem relacionamento entre seus colaboradores. Outras até incentivam. O que tem por trás dessas decisões das empresas? Afinal, é possível ter uma ideia para o trabalho depois de pegar altas ondas no mar. Ou encontrar uma oportunidade de negócios na festa de aniversário do coleguinha do seu filho. Quando não impedimos que coisas pessoais apareçam no trabalho e coisas do trabalho apareçam na vida pessoal, tudo fica mais fluido, mais fácil e conivente com um único propósito: a realização. Afinal, a vida é uma só! É impossível sermos duas pessoas diferentes! Não precisamos mais dizer que pessoas apaixonadas produzem mais. Não importa qual seja a paixão, mas pessoas que têm brilho nos olhos e estão de bem com a vida, sempre trazem mais resultados para as empresas. Mas se o clima corporativo só gera pressão, isso acabará refletindo na vida pessoal. Fica difícil virar esse jogo a favor da felicidade, se a empresa não ajuda. Estresse puxa estresse. Bem-estar puxa bem-estar. Tente se lembrar da primeira paixão da sua vida! Todos nós já estivemos (ou estamos) apaixonados por alguém! Talvez tenha sido na escola ou alguém que morava perto da sua casa. Você será capaz de lembrar a roupa da pessoa, do cheiro, da voz e de muitos outros detalhes que fizeram você se apaixonar por ela. Estar apaixonado tem relação direta de como você leva as coisas no seu dia a dia! É aquela velha máxima de ver o copo meio cheio ou meio vazio. Pessoas apaixonadas veem o copo meio cheio! Enxergam o problema como algo simples de ser resolvido, pois na vida dessa pessoa apaixonada, tudo é maravilhoso e nada é capaz de quebrar esse encanto! Quando algo de ruim acontece no seu dia a dia durante o seu trabalho como, por exemplo, seu computador trava e você fica horas esperando que se resolva. Se você não está apaixonado, você geralmente vai ficar muito bravo e com uma carga de energia negativa que pode prejudicar sua produtividade quando esse problema for resolvido. Quando isso acontece e você está envolvido emocionalmente com alguém, você vai atrás de resolver o problema com muito mais vontade e boa energia, o que será capaz de envolver as pessoas que estarão a sua volta! Se você é um gestor de equipes, permita que sua equipe esteja apaixonada! E se for por alguém também da sua equipe, agradeça! Afinal, duas pessoas apaixonadas serão muito melhores para o ambiente de trabalho do que duas pessoas que se odeiam! Se você demonstrar preocupação com o bem-estar de seus colaboradores, ganhará a sua confiança e gratidão, e consequentemente, um profissional completo, capaz de dedicar ainda mais para alcançar uma meta. Manter um funcionário feliz é a tendência para as corporações que querem crescer Separei 4 dicas para que o namoro entre duas pessoas da mesma empresa seja benéfico para todos: 1) Não há, na legislação brasileira, uma proibição. No entanto, normas internas podem conter proibição de relacionamento amoroso entre seus funcionários. É preciso estar atento a isto. 2) Deixe os beijos ou carinhos de lado quando estiver no trabalho, afinal, o comportamento profissional deve prevalecer. Se o romance acontecer entre o chefe e o subordinado, a atenção deve ser ainda maior. 3) Não comente detalhes do relacionamento na empresa. Pode gerar fofoca e problemas desnecessários. 4) Jamais chame o seu namorado, ou namorada, por nomes ou apelidos carinhosos durante o expediente. No mais, aproveite ao máximo essa fase deliciosa. Pois como diz o filósofo e escritor brasileiro Mario Sergio Cortella, “a vida é curta demais para ser pequena”! Por Alexandre Slivnik

  • Titulo: Namoro no Trabalho. Os dois lados da moeda

    Descrição:Algumas empresas ainda proíbem relacionamento entre seus colaboradores. Outras até incentivam. O que tem por trás dessas decisões das empresas? Afinal, é possível ter uma ideia para o trabalho depois de pegar altas ondas no mar. Ou encontrar uma oportunidade de negócios na festa de aniversário do coleguinha do seu filho. Quando não impedimos que coisas pessoais apareçam no trabalho e coisas do trabalho apareçam na vida pessoal, tudo fica mais fluido, mais fácil e conivente com um único propósito: a realização. Afinal, a vida é uma só! É impossível sermos duas pessoas diferentes! Não precisamos mais dizer que pessoas apaixonadas produzem mais. Não importa qual seja a paixão, mas pessoas que têm brilho nos olhos e estão de bem com a vida, sempre trazem mais resultados para as empresas. Mas se o clima corporativo só gera pressão, isso acabará refletindo na vida pessoal. Fica difícil virar esse jogo a favor da felicidade, se a empresa não ajuda. Estresse puxa estresse. Bem-estar puxa bem-estar. Tente se lembrar da primeira paixão da sua vida! Todos nós já estivemos (ou estamos) apaixonados por alguém! Talvez tenha sido na escola ou alguém que morava perto da sua casa. Você será capaz de lembrar a roupa da pessoa, do cheiro, da voz e de muitos outros detalhes que fizeram você se apaixonar por ela. Estar apaixonado tem relação direta de como você leva as coisas no seu dia a dia! É aquela velha máxima de ver o copo meio cheio ou meio vazio. Pessoas apaixonadas veem o copo meio cheio! Enxergam o problema como algo simples de ser resolvido, pois na vida dessa pessoa apaixonada, tudo é maravilhoso e nada é capaz de quebrar esse encanto! Quando algo de ruim acontece no seu dia a dia durante o seu trabalho como, por exemplo, seu computador trava e você fica horas esperando que se resolva. Se você não está apaixonado, você geralmente vai ficar muito bravo e com uma carga de energia negativa que pode prejudicar sua produtividade quando esse problema for resolvido. Quando isso acontece e você está envolvido emocionalmente com alguém, você vai atrás de resolver o problema com muito mais vontade e boa energia, o que será capaz de envolver as pessoas que estarão a sua volta! Se você é um gestor de equipes, permita que sua equipe esteja apaixonada! E se for por alguém também da sua equipe, agradeça! Afinal, duas pessoas apaixonadas serão muito melhores para o ambiente de trabalho do que duas pessoas que se odeiam! Se você demonstrar preocupação com o bem-estar de seus colaboradores, ganhará a sua confiança e gratidão, e consequentemente, um profissional completo, capaz de dedicar ainda mais para alcançar uma meta. Manter um funcionário feliz é a tendência para as corporações que querem crescer Separei 4 dicas para que o namoro entre duas pessoas da mesma empresa seja benéfico para todos: 1) Não há, na legislação brasileira, uma proibição. No entanto, normas internas podem conter proibição de relacionamento amoroso entre seus funcionários. É preciso estar atento a isto. 2) Deixe os beijos ou carinhos de lado quando estiver no trabalho, afinal, o comportamento profissional deve prevalecer. Se o romance acontecer entre o chefe e o subordinado, a atenção deve ser ainda maior. 3) Não comente detalhes do relacionamento na empresa. Pode gerar fofoca e problemas desnecessários. 4) Jamais chame o seu namorado, ou namorada, por nomes ou apelidos carinhosos durante o expediente. No mais, aproveite ao máximo essa fase deliciosa. Pois como diz o filósofo e escritor brasileiro Mario Sergio Cortella, “a vida é curta demais para ser pequena”! Por Alexandre Slivnik

  • Treinamentos on-line: mesmo sendo mais acessível, opção deve ser analisada com cuidadodieta

    A palavra “ crise” tem sido um convite para que as empresas repensem a forma como devem levar adiante seus investimentos, principalmente em assuntos ligados a treinamentos de seus colaboradores. Afinal, mesmo em tempos difíceis, trata-se de uma ação estratégica, e que não pode parar porque implica no desenvolvimento profissional e consequentemente, nos resultados futuros das organizações. Há algumas instituições que optam por palestras, workshops ou até mesmo treinamentos on-line na esperança de que a tecnologia fará o seu papel, encurtando caminhos, aproximando pessoas e reduzindo alguns custos operacionais. Vivemos em um mundo conectado em que tudo muda diariamente, e os processos organizacionais também. Devido a todos esses fatores, o treinamento on-line dentro das empresas é bem mais real do que era há alguns anos, porém a escolha por esta “opção” deve ser feita com cuidado. As necessidades específicas de cada empresa são percebidas e identificadas por indivíduos ou por grupos. Com base nestas informações, é possível traçar ações que possibilitem a melhoria contínua dos treinamentos, tendo em vista a eficácia organizacional. Por exemplo, se a organização precisa melhorar o clima entre seus colaboradores, não adianta apostar exclusivamente no on-line. É preciso ter contato pessoal, pois a experiência prática pode ter um impacto ainda maior para os resultados comportamentais. Vale lembrar que toda a capacitação presencial abrange também aspectos comportamentais do indivíduo e por essa razão, esses programas passaram também a inserir um conteúdo voltado para o relacionamento interpessoal, afim de que melhore a integração com a organização e, principalmente, que este colaborar passe a vivenciar a cultura da empresa. Já para um treinamento técnico ou operacional, a internet pode ajudar muito e traz resultados mais impactantes, principalmente pela abrangência e flexibilidade dessa ferramenta. Mesmo sendo uma modalidade que pode diminuir despesas de forma efetiva, entendo o treinamento como um processo e não como um evento, sendo assim, não podemos simplesmente acreditar que um “evento on-line” seja responsável pela formação do nosso colaborador. É preciso ter cuidado ao utilizar essa extraordinária ferramenta. Por isso, é extremamente necessário pensar estrategicamente nas fases de levantamento das necessidades, aplicação de conceitos e avaliação dos resultados. A mescla do treinamento presencial e on-line é ainda a estratégia mais poderosa para o desenvolvimento dos colaboradores de uma empresa. O segredo do jogo é saber colocar cada um na medida certa, de acordo com os objetivos traçados. . Por: Alexandre Slivnik

  • Treinamentos on-line: mesmo sendo mais acessível, opção deve ser analisada com cuidadodieta

    A palavra “ crise” tem sido um convite para que as empresas repensem a forma como devem levar adiante seus investimentos, principalmente em assuntos ligados a treinamentos de seus colaboradores. Afinal, mesmo em tempos difíceis, trata-se de uma ação estratégica, e que não pode parar porque implica no desenvolvimento profissional e consequentemente, nos resultados futuros das organizações. Há algumas instituições que optam por palestras, workshops ou até mesmo treinamentos on-line na esperança de que a tecnologia fará o seu papel, encurtando caminhos, aproximando pessoas e reduzindo alguns custos operacionais. Vivemos em um mundo conectado em que tudo muda diariamente, e os processos organizacionais também. Devido a todos esses fatores, o treinamento on-line dentro das empresas é bem mais real do que era há alguns anos, porém a escolha por esta “opção” deve ser feita com cuidado. As necessidades específicas de cada empresa são percebidas e identificadas por indivíduos ou por grupos. Com base nestas informações, é possível traçar ações que possibilitem a melhoria contínua dos treinamentos, tendo em vista a eficácia organizacional. Por exemplo, se a organização precisa melhorar o clima entre seus colaboradores, não adianta apostar exclusivamente no on-line. É preciso ter contato pessoal, pois a experiência prática pode ter um impacto ainda maior para os resultados comportamentais. Vale lembrar que toda a capacitação presencial abrange também aspectos comportamentais do indivíduo e por essa razão, esses programas passaram também a inserir um conteúdo voltado para o relacionamento interpessoal, afim de que melhore a integração com a organização e, principalmente, que este colaborar passe a vivenciar a cultura da empresa. Já para um treinamento técnico ou operacional, a internet pode ajudar muito e traz resultados mais impactantes, principalmente pela abrangência e flexibilidade dessa ferramenta. Mesmo sendo uma modalidade que pode diminuir despesas de forma efetiva, entendo o treinamento como um processo e não como um evento, sendo assim, não podemos simplesmente acreditar que um “evento on-line” seja responsável pela formação do nosso colaborador. É preciso ter cuidado ao utilizar essa extraordinária ferramenta. Por isso, é extremamente necessário pensar estrategicamente nas fases de levantamento das necessidades, aplicação de conceitos e avaliação dos resultados. A mescla do treinamento presencial e on-line é ainda a estratégia mais poderosa para o desenvolvimento dos colaboradores de uma empresa. O segredo do jogo é saber colocar cada um na medida certa, de acordo com os objetivos traçados. . Por: Alexandre Slivnik

© Copyright 1999 - 2017 - Todos os direitos reservados à Alexandre Slivink
Todas as referencias à Disney são feitas exclusivamente para fins educacionais, baseadas na grande vivência de
Alexandre Slivnik sobre o mundo Disney, não tendo nenhuma relação comercial com a The Walt Disney Company e suas afiliadas.
Rua Machado Bittencourt, 89 - Vila Mariana - CEP: 04044-000 - São Paulo - SP - Tel/Fax: +55 (11) 4191-2286